quarta-feira, 25 de maio de 2011




Entre um e outro
Entre mim e o que há em mim
Existe algo que talvés saiba, mas que por vezes nem eu sei.
O que realmente há e o que faz-me pensar que sim.
É tudo imginação, é tudo uma leve impressão.
Parto e deixo aqui a minha intensão de um dia ser.

sexta-feira, 20 de maio de 2011






And again I belive ...

"(...) And again I belive that we don't really lose anything that is important. We only deceive ourselves, thinking that we own things, the instants, the others. Along with me go all the dead people I loved, every friend that step away, every happy days meanwhile gone. I didn't lose anything, only the illusion that everything could be mine forever."

Miguel Sousa Tavares

“... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Excerto de 'De noite'
- Miguel Sousa Tavares
em “Não te deixarei morrer David Crockett"



terça-feira, 17 de maio de 2011



Quando meus olhos fecho...
Vejo-te em meus sonhos.
             Sonho que dobro em laços...
              Braços que te enlaço.
Qual sonho...
Qual laço. " * "

segunda-feira, 16 de maio de 2011



NUNCA MAIS

Passa um dia,
e outro a correr atrás dele
e outro e outro...

O tempo a todos impele,
tal o vento
levando, em doida correria,
revoadas de folhas outonais,
folhas de calendários sempre iguais,
uma a uma arrancadas,
perdidas nas estradas...

Nunca mais... Nunca mais...

Saúl Dias
in Essência



 EZRA POUND  

"Minhas intenções eram boas,
mas enganei-me na maneira de alcançá-las.

 Fui um estúpido.

O conhecimento me chegou tarde demais...
Muito tarde me chegou a certeza de nada saber..."

sábado, 14 de maio de 2011




Demasiado Tarde

Há coisas bem piores
do que ser sozinho.
mas às vezes levamos décadas
para percebê-lo.

E ainda mais vezes
é demasiado tarde.

E não há nada pior
do que demasiado tarde.

Charles Bukowsky

terça-feira, 10 de maio de 2011



Que os raios de Luz não ofusque o brilho das pessoas que convivo, mas que sirva de guia para ajudar a iluminar os seus caminhos...

segunda-feira, 9 de maio de 2011




De todas as palavras que dizes

ainda não sei quais são as verdadeiras.

Mas não importa...

Também não sei quais das minhas verdades te conto.


domingo, 8 de maio de 2011

Para Sempre – Minha Mãe





 
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.

Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.








Oh minha Senhora e também minha mãe,
eu me ofereço inteiramente todo a vós,
e em prova da minha devoção,
eu hoje vos dou meu coração.

Consagro a vós meus olhos
meus ouvidos, minha boca
tudo o que sou, desejo que a vós pertença.
Incomparável mãe,
guardai-me e defendei-me

Como filho e propriedade vossa. Amém!



quinta-feira, 5 de maio de 2011


Quero laços com pessoas que me fazem bem,
que saibam de ternuras, que entendam de Amor e Perdão.

Porque se a vida é mesmo esse instante, que a gente faça uma eternidade de delicadezas lhe caber.


terça-feira, 3 de maio de 2011







"Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando
porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."
(Luiz Fernando Veríssimo)

domingo, 1 de maio de 2011


Que os reflexos das minhas ações ilumine minha alma e arraste as pessoas que me querem  bem e as que não me querem também...